top of page

Neuromodulação tem substituído terapias convencionais no tratamento de dor crônica e fibromialgia


Há alguns anos seria difícil imaginar que, além das agulhas de acupuntura, teríamos outros meios tão eficazes para o alívio de dores, mas o futuro chegou e não podemos ficar fora dele.


A neuromodulação é a capacidade de aplicar estímulos táteis, por agulhas, elétricos, magnéticos ou até mesmo medicamentosos objetivando estimular alvos específicos do cérebro humano e da medula para tratar doenças.


As principais evidências científicas atuais se aplicam ao tratamento de dores crônicas, principalmente as neuropáticas e a fibromialgia.


Além da dor, pode ser utilizada como terapia para depressão, ansiedade, insônia, recuperação após Acidente Vascular Cerebral (AVC), alterações no desenvolvimento, entre outros.


Mostra-se uma boa opção para pessoas que não se adaptam aos remédios convencionais, ou por não perceberem resposta, ou pelos efeitos colaterais.


Um detalhe que se destaca é a segurança, pois não há risco de lesão do sistema nervoso do paciente



Paulo Henrique Mai

CRM/PR 38.165

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page